VISITE MEU NOVO SITE!

Caro Leitor,

quero convidá-lo a acessar meu novo site leonardopalmeira.com.br. Lá você vai encontrar todo o conteúdo deste blog além de informações de utilidade pública, um manual prático para pacientes e muitas novidades.

O blog continuará no ar, porém novos artigos serão publicados somente no site oficial. Espero que gostem!

22 de junho de 2009

Programa do Jô


Ser entrevistado pelo Jô foi, além de uma honra, uma grande celebração do nosso trabalho. Quando recebi o convite, foi difícil acreditar que aquele projeto que surgiu em 2000 em uma pequena sala do Centro Psiquiátrico Rio de Janeiro (CPRJ), com apenas cinco famílias, se tornasse tão frutífero e bem sucedido. O livro já era em si uma grande realização, com a possibilidade de ampliar nosso trabalho, que atendeu dezenas de famílias durante sete anos no CPRJ, para um maior número de pessoas em todo país. O Portal Entendendo a Esquizofrenia, inspirado no livro e no programa de psicoeducação, também foi um projeto ousado, já que não existia um site sobre a doença com esse nível de informação na internet. No segundo mês o portal teve mais de mil acessos e, no terceiro, bateu 5 mil visitantes! É muito gratificante saber que a informação está chegando a um número crescente de pessoas, ajudando as famílias e os portadores de esquizofrenia a conviver melhor.

Mas a entrevista no Programa do Jô teve um sabor especial. Pelo seu prestígio, seriedade e alcance público foi para mim a consagração do nosso trabalho. Um grande presente e reconhecimento pelos anos de trabalho e dedicação. Não posso deixar de agradecer a todos os familiares com quem tivemos a sorte de dividir histórias e experiências e que muito nos ensinaram. Sem eles nada disso seria possível. Sou muito grato ao Dr. Alexandre Keusen, diretor do CPRJ até 2008, grande incentivador e orientador de nosso programa, que me presenteou com o trabalho mais gratificante em meus dez anos de psiquiatria. Agradeço também à Dra. Marcia Rozenthal, com quem muito aprendi sobre a esquizofrenia nos sete anos de pesquisa no programa de Esquizofrenia e Cognição do Instituto de Psiquiatria da UFRJ.

Tenho a cada dia a convicção de estarmos prestando um serviço de grande interesse público e social. Meu foco sempre foi o bem estar do paciente e de sua família e, além do que posso fazer como médico, minha missão também é levar o conhecimento e aconselhar as pessoas que hoje se sentem perdidas, sem saber como lidar com a doença. Como diz uma irmã de um paciente, “a família precisa de um pouco de luz para não lidar às cegas com a doença”.

3 comentários:

trastorno bipolar disse...

acabei de ver a entrevista ,e foi um prazer em conhece-lo ,tenho transtorno bipolar e ja li sobre tbem trasntorno bipolar no seu blog,desde ja vou acompanhr seu blog[tenho um tio por parte de pai que e esquizofrenico e conheço uma familia que varios irmaos tem problemas mentais ,dai sera que a parte hereditaria nao e a mais forte relaçao para essas doenças aparecer ] ,,um abraço,,eraldo machado ,usuario do CAPS em palhoça S.C

Isabelle disse...

Olá Dr. Leonardo!

Assisti a sua entrevista no Jô e fiquei feliz de ver o seu trabalho tendo um reconhecimento tão significativo. Parabéns!
Eu sou uma antiga paciente sua da época que o senhor trabalhava na Varig e fazia um ótimo atendimento ao grupo de vôo.
Mais uma vez parabéns e sucesso no seu caminho. Que o senhor continue clinicando, pois nós, maluquinhos, precisamos contar com bons médicos nos momentos de crise.
Um abraço,
Isabelle Martins

Dr. Leonardo Figueiredo Palmeira disse...

Isabelle,

que bom ter notícias suas! Fico feliz que tenha gostado da entrevista.

Agradeço também todo o carinho que tenho recebido por e-mail, pelo blog e pelo Portal Entendendo a Esquizofrenia.

Um abraço,
Dr Leonardo